Blog do Folhateen

Grupo de Apoio

 

Vai, Planeta!

Os Emerotecos

Há uma galerinha voltando dos Estados Unidos agora no final de semana. E eles não estavam a passeio por lá, não. São os cinco integrantes do time Emerotecos, que conquistou o prêmio de melhor robô no First Lego League. Competiram com os times de 27 países diferentes!

O robô deles era o Capitão Planeta (lembram do desenho animado?) e tinha que cumprir 16 missões ecológicas no menor tempo possível _tipo enterrar moléculas de carbono no chão, apagar a luz de uma casa e construir um dique. Fizeram tudo isso em 2 minutos e 7 segundos. Uau!

Nós, do Folhateen, conseguimos telefonar para a equipe, enquanto eles aproveitavam para conhecer a Disney, na Flórida (passaram, é claro, pelo Cabo Canaveral, parque de diversões da Nasa...).

"Acho que robótica é uma coisa divertida, mas a competição mascara coisas como trabalho em equipe, interação e parceria", disse Julia Oberda Paiva, 15. A menina é falante e gosta de explicar as coisas _passou um tempão explanando conceitos de sustentabilidade e como o desmatamento do Brasil se parece com o da Costa Rica.

Enquanto competiam, cooperavam também. Por isso, na entrevista, insistiram que eu usasse o termo "coopetição", uma mistura das duas coisas. São eles que mandam! E, enquanto "coopetiam", faziam amigos também.

"O time do Egito ajudou a gente em uma das missões. Foi só por isso que conseguimos bons resultados", disse Ivan Gomes, 14. Outros times com que interagiram bastante foram o dos Emirados Árabes e o dos Estados Unidos.

Não houve prêmio, além do reconhecimento. Mas ninguém parecia se importar com isso, não. Depois de treinos que chegavam a 10h por dia, desde setembro de 2008 (primeiro semanalmente, depois diariamente, incluindo finais de semana e feriados...), a recompensa foi o reconhecimento de que, entre tantos estudantes, eram os campeões.

Parabéns a eles! E olhem só o famoso Capitão Planeta. Vai, Planeta!

Escrito por Diogo Bercito às 19h44

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Jovens embaixadores

Está rolando a oitava edição do "Programa Jovens Embaixadores", promovido pela embaixada dos Estados Unidos. Já pensou passar três semanas nos EUA, no ano que vem, com todas as despesas pagas?

Pois é, imagine, porque é possível. Mas você precisa ter entre 15 e 18 anos, não ter condições econômicas de conhecer o país, falar bem inglês, estudar na rede pública de ensino e ter um bom desempenho escolar, entre outras coisas.

As inscrições começam na segunda-feira, dia 27 de abril, e vão até 12 de agosto. Mais informações estão aqui, à distância de um clique do seu mouse.

Escrito por Diogo Bercito às 19h26

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Adolescentes, mutantes e de volta

Pelo que indica a revista "Variety", as tartarugas ninja vão voltar para o cinema em mais uma adaptação com atores de carne e osso. O filme, que será o quinto da franquia, deve ser lançado em 2011 _mais de 25 anos após o surgimento dos personagens nas histórias em quadrinhos.

O longa deve seguir mais ou menos a pegada do "Batman Begins" _ou seja, contar as origens das tartarugas, deixando para trás tudo o que já tinha sido criado nos últimos filmes. Se for uma adaptação de bom gosto, como a do homem morcego...

Para quem fala inglês, fica a dica: a primeira edição do gibi original (que deu origem aos filmes, desenhos animados, bonequinhos articulados e jogos de videogame) está on-line e de graça, é só clicar aqui. Vejam só uma página:

Escrito por Diogo Bercito às 21h29

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Quer ser repórter de TV?

Nossos colegas do programa "Profissão Repórter" avisam:

"Está chegando ao fim a fase de inscrição para a vaga de repórter iniciante na equipe de Caco Barcellos. Os jornalistas formados em 2007 e 2008 têm até a meia-noite do dia 28 de abril (próxima terça-feira) para gravar um vídeo de até 1 minuto respondendo à pergunta "Por que quero ser repórter?" e postar seu depoimento no site do Profissão Repórter. Candidatos de todas as regiões do país - de Roraima ao Rio Grande do Sul - já enviaram seus vídeos, que estão sendo avaliados por Caco e sua equipe."

Escrito por Marco Aurélio às 21h12

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O Japão nas telonas

Astroboy

Para quem ainda está se recuperando da estreia de "Dragonball Evolution", esta semana trouxe notícias que podem (e por que não) serem bastante positivas...

1. A Tezuka Productions anunciou que vai transformar dois mangás clássicos de Osamu Tezuka (o mestre dos mestres dos mestres) em filme. Os escolhidos são "A Princesa e o Cavaleiro" e "Budda", ambos publicados aqui no Brasil.

2. Foram divulgadas as datas de estreia de dois outros filmes bastante esperados. O primeiro é o "Gake no ue no Ponyo", de Hayao Miyazaki ("A Viagem de Chihiro", 2003), que deve chegar no Brasil em 9 de outubro. Já Astroboy, de novo do Tezuka, estreia em 25 de dezembro.

Será que dessa vez dá certo?

Fontes: AnimePro, JBox

Escrito por Diogo Bercito às 16h25

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mês passado a tira do Adão rendeu polêmica no Folhateen. Na semana de publicação de "10 dicas para levar uma mulher para a cama" chegaram cartas de pais, geralmente, revoltados com as táticas recomendadas pelo veterano cartunista. Depois, chegaram as cartas dos jovens o defendendo. Adão perguntou em seu blog: "Serei eu um mau exemplo para os adolescentes?". Na dúvida, ele resolveu publicar uma segunda parte. E nossa caixa postal está enchendo...

E você, acha que o Adão é "um mau exemplo para os adolescentes" por causa dessas tiras?

Escrito por Equipe Folhateen às 15h01

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Para quem mora em São Paulo, não vai faltar opção de diversão no fim de semana, com mais uma edição da Virada Cultural. Aqui tem a programação completa. Já fizeram sua agenda?

Escrito por Equipe Folhateen às 13h37

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Olá, pessoal.

Inauguramos nosso blog com a reportagem de capa de nossa última edição, Guantánamo para menores, sobre os jovens na prisão que os americanos usam para suspeitos de terrorismo. Alguns deles estão presos há mais de seis anos - passaram toda a adolescência encarcerados - sem nunca terem sido julgados. Leiam a matéria e aproveitem os comentários para dizer o que acham.

Sim, digam o que vocês acham. Porque nesse blog vamos publicar muita coisa, mas o mais importante é que ele seja um espaço pra gente conversar: vocês, leitores, e nós, aqui na redação: Tarso, Chico, Diogo e Marco.

Com o tempo queremos entender melhor o que vocês esperam ver no Folhateen e nesse espaço, e para isso é fundamental que vocês abram o bico! Piscadela

A participação de vocês é mais importante ainda nesse momento, porque o caderno está passando por uma reformulação completa. Mês que vem teremos algumas surpresas e há algumas semanas entramos na internet.

Vocês já viram nosso perfil e nossa comunidade no orkut? Ah, e também estamos no Twitter. Acompanhem a gente!

Dito isso, vamos à matéria. Divirtam-se!

 

Macacão laranja PP

De Guantánamo, jovem preso alerta sobre abusos na polêmica prisão americana

JULIANA CUNHA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA
TARSO ARAUJO
DA REPORTAGEM LOCAL

Em 2002, quando tinha 15 anos, o africano Mohammad al Gharani, do Chade, foi preso por soldados dos EUA, acusado de ser mensageiro da Al Qaeda e de ter lutado no Afeganistão contra tropas americanas que buscavam Osama bin Laden.

No mesmo ano, ele foi transferido para a prisão na base americana de Guantánamo, em Cuba. Posto em isolamento, tentou o suicídio sete vezes.

Hoje, aos 21, ele é um dos cinco jovens que foram detidos quando tinham menos de 18 anos e que estão presos há mais de seis anos, segundo a ONG Human Rights Watch.

O detalhe é que nunca se provou nada contra Al Gharani.

Por isso, em janeiro passado, o juiz americano Richard J. Leon ordenou a libertação do rapaz, alegando que as evidências contra o jovem são fracas demais para mantê-lo preso. Mas ele ainda não foi solto.

O máximo que conseguiu foi ser transferido para o campo Iguana, área mais tranquila da cadeia em Cuba. No Iguana, os presos têm benefícios como o direito de ligar para a família. Foi assim que Al Gharani conseguiu falar, na semana passada, com um repórter da rede de TV Al Jazeera, que driblou a vigilância do presídio fingindo ser tio do jovem.

Al Gharani tornou-se, assim, a primeira pessoa a conceder uma entrevista de dentro de um dos campos de detenção da base americana de Guantánamo e chamou a atenção para mais uma polêmica em torno de uma das prisões mais conhecidas do mundo.

Relatos do cárcere

Seu relato dá dimensão dos abusos que os presos de Guantánamo sofrem. Ele conta que, ao se recusar a sair da cela, seis soldados o espancaram e esvaziaram duas latas de gás lacrimejante em seu rosto.

Quando caiu no chão, um dos soldados golpeou seu rosto contra o solo, quebrando um de seus dentes. Sangrando, ele gritou para o oficial presente: "Olhe o que eles estão fazendo!". Rindo, o oficial disse: "Estão fazendo seu trabalho".

Em entrevista ao Folhateen, Stacy Sullivan, diretora da Human Rights Watch, disse não saber se a entrevista apressará sua libertação, porque "esse processo é ao mesmo tempo político e arbitrário".

Os outros quatro presos com menos de 18 anos passam por situações parecidas com a de Al Gharani. O canadense Omar Khadr, 22, chegou à prisão em novembro de 2002, acusado de ter atirado uma granada que matou um soldado americano no Afeganistão.

Segundo seu advogado -ao qual só teve direito depois de dois anos preso-, o jovem foi torturado durante um interrogatório e, depois de urinar nas calças, "foi usado como esfregão" para limpar o chão.

Fahd Abdullah Ahmed Ghazi, do Iêmen, preso em 2002, aos 17, continua em Guantánamo, apesar de os americanos terem decidido libertá-lo um ano atrás. Tudo porque os EUA e o Iêmen não chegaram a um acordo sobre como e quando ele deve retornar ao seu país.

O afegão Mohammad Jawad, outro acusado de atirar uma granada em um carro americano, chegou a Guantánamo em 2003, com 16 ou 17 anos (sua idade exata é incerta).

Em novembro, o juiz responsável por seu caso decidiu que as confissões de Jawad foram obtidas sob tortura e deveriam ser invalidadas.

O quinto jovem é Mohammad Khan Tumani, sírio, 23, detido aos 17. Seus advogados dizem que ele sofre abusos, como espancamentos, privação de sono e ameaças à família.

Obama promete fechar

A Anistia Internacional, a Cruz Vermelha e outras organizações de defesa dos direitos humanos condenam os métodos de intimidação usados em Guantánamo.

As ações na prisão eram justificadas pelo governo de George W. Bush como armas na guerra ao terror. Mas uma das primeiras ações de Barack Obama na Presidência foi decretar o fechamento de Guantánamo até 2010.

O novo presidente norte-americano também garantiu que os chamados "juveniles" - presos que foram para Guantánamo com menos de 18 anos- terão prioridade.

Para Clive Stafford Smith, diretor da ONG Reprieve e advogado de Al Gharani, "esses jovens cresceram em confinamento solitário, com menos direitos do que as iguanas que rastejam pela ilha".

Certamente é tarde para recuperar a adolescência perdida desses jovens. Mas nunca o será para que abusos cometidos em Guantánamo sejam devidamente investigados e punidos.

Escrito por Equipe Folhateen às 14h17

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Blog do Folhateen O Blog do Folhateen é o espaço de interação da seção publicada no caderno "Ilustrada", às segundas-feiras, e escrito pelos jovens que fazem parte do grupo de apoio.
Twitter RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.