Blog do Folhateen

Grupo de Apoio

 

Segunda, no Folhateen


O Caminho do Fim - Filmes de tragédia destrõem a Terra com meteoros, bombas atômicas, vulcões... Mas como pode ser o cataclisma de verdade? Cientistas dizem qual é a chance de o fim chegar e quando ele pode vir... 

Chutando longe - Conheça previsões de apocalipse que a história frustrou, como a de uma seita religiosa americana que queria pegar carona em um cometa

Na Cama com Lennon - Livro que acompanha DVD narra o dia em que um teen entrevistou o beatle John Lennon, quando ele estava protestando na cama com Yoko Ono 

Espírito de Equipe - conhece a "brincadeira do copo"? Tem quem acredita que o jogo é tipo MSN com o além. Na onda do lançamento de "Atividade Paranormal", pedimos para o jogo vir à luz... da ciência

Ecoengajados - A Sofia, 16, anda 50 minutos por dia para chegar à escola sem poluir. O que ela ganhou com isso? Vai pra Copenhague, em uma reunião de líderes mundiais que vai apontar o destino do planeta

A Noviça RBD - Um ano e oito dias depois do tchau do RBD, Anahí está de volta em CD estridente. Ela fala sobre amor oculto e sobre tietagem com o Folhateen

Ronaldo Lemos - tá louco para ter um leitor de livros digitais Kindle? O colunista de tecnologia te mostra a arapuca por dentro das páginas virtuais da engenhoca

Jairo Bouer - A dúvida de sexo que aperta nesta semana é: se livrar ou não do prepúcio, "capuzinho" do pênis?

Mayra Dias Gomez - A roqueira se encontra, em Los Angeles, com o homem dos seus sonhos... Freddy Krueger?!

Álvaro Pereira Júnior - De Londres, o colunista manda um Escuta Aqui para a banda Yeah Yeah Yeahs, cujo show ele viu e diz o que achou...

Chiquinha - Rola um desvario consumista de Natal no coração da quadrinista

Escrito por Equipe do Folhateen às 14h09

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Autorretrato na capa da 'Vogue'

A geração autorretrato chega à capa da "Vogue Itália"!

Numa homenagem meio "truqueira", mas chega...

Tá vendo a colagem de fotos das modelos Gisele Bündchen (de braços esticados), Lara Stone (em close de rosto, com óculos escuros), Natalia Vodianova (de câmera digital em punho), Christy Turlington (sentada, olhando para cima) e Kasia Struss (duplicada pelo reflexo)?


Elas por elas? Não, é só 'homenagem' (Foto Reprodução)

Então:  não são autorretratos! Os cliques foram feitos pelo fotógrafo Steven Meisel, que disse ter se inspirado por fotos de jovens na internet.

E aí, vale fingir se autorretratar e contratar um profissional pra fazer a foto?

Escrito por Equipe do Folhateen às 16h04

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

COMPORTAMENTO

O amor muda

O que acontece quando um membro de um casal hétero descobre ser gay, bi ou lésbica? Os dois lados da história contam

CHICO FELITTI
DA REPORTAGEM LOCAL

Ilustração: Adão IturrusgaraiSabe o papo de pé na bunda "o problema não é você, sou eu?"?

Às vezes, o problema é uma questão de incompatibilidade: um dos membros do casal hétero descobre que gosta de pessoas do mesmo sexo.

É comum que essa descoberta role na adolescência, diz o psicólogo da USP Thiago de Almeida. "É nessa época que se tem os primeiros relacionamentos profundos, que ajudam na definição", diz o psicólogo.

Definição foi o que aconteceu com a fotógrafa Lilian Fiudisaw, 23, aos 14 anos. Ela namorou Vicente, 24, por um ano.

Terminaram "por nada" e "não fez diferença nenhuma", porque seguiram como melhores amigos. Só que, menos de um ano depois, Vicente descobriu que era gay e contou a ela.

"Adorei! Em vez de sair do armário, ele me puxou para dentro", diz ela, que apresentou ao ex o cara que ele namora agora.
Depois da revelação, Lilian e Vicente até moraram juntos -cada um com seu quarto.

A situação de compreensão como essa é a ideal. Mas não é constante entre os pacientes do psicólogo Klecius Borges, especialista em gays. "É rejeição [o que o parceiro sente]. As respostas a isso são imprevisíveis."

Virna*, 19, por exemplo, acha que tem "dedo vara de condão", pois dois de três garotos que namorou "saíram do armário".

Passou 2007 sendo "mais mãe do que namorada" de João*, o primeiro. "Quando nos beijávamos, faltava paixão. O abraço dele não tinha aperto, e ele não fazia questão de... Achei que fosse porque ele era triste."

O menino se revelou depois que eles tinham terminado, porque foi fazer intercâmbio nos EUA -e escreveu de lá narrando as minúcias da sua "segunda primeira vez".

"Foi uma carta de amor, já que ele confiou em mim." De volta ao Brasil, o garoto disse à Folha que "sem ela, teria sido mais difícil [se assumir]".

Já o segundo ex-namorado gay, de 23 anos, largou-a há seis meses por um cara que ela diz se parecer muito com ele.

"Eles são tããão gatos juntos", lamenta-se Virna. Podem ser atraentes porque ela, inconscientemente, procura por homens gays, diz Klecius Borges. "Não é que pode ser?", diz ela.

Fábio*, 18, admite que se sentiu bastante atraído pela cena que sua namorada Liza*, 19, lhe narrou chorando no ano passado. De porre na festa do teatro, ela tinha beijado uma menina.

"Pensei que pudesse "sobrar" algo dessa crise para mim, tipo um convite." Ledo engano. Três meses depois da festa, tomou "um pé" da garota.

"Ele me xingou bastante", conta Liza. Ela diz que Fábio reagiu assim por achar que era "onda" ela ficar com meninas. Ela hoje namora uma moça e sai, só na amizade, com o ex .

Mas nem sempre a história termina em carinho. Há casos em que o amor passa ao ódio.

Tô de mal

Dos 15 aos 18, Léa* amou seu então namorado Paulo* -que amava em segredo Juca*, que era seu melhor amigo. Bom, isso era o que os garotos diziam em público, até confessarem a Léa, 19, que namoravam.

"O pior foi não ter sido a primeira a saber. Ele me contou depois de se assumir para a mãe!", diz ela, que acha que a raiva não vai se esvair nunca.

A fúria não vem da traição ter sido com um homem ("Acontece..."), e sim de "ter servido para ninguém da turma desconfiar".

É difícil que uma revelação dessas venha sem o sentimento de traição, mesmo que não sexual, diz Klecius Borges.

O psicólogo Almeida aconselha quem estiver no lugar de Léa a não se culpar pelo fim.

Isso implica em não pensar que a escolha do outro poderia ter sido evitada, fosse você mais magro, loura ou malhado.

"Não faltava alguma coisa ao parceiro largado, e sim a quem largou, que foi atrás disso e só quer ser feliz", diz Almeida.

Os dois especialistas recomendam apoio mútuo nessa hora. "Há mais amor do que quando namoramos", diz Virna -João, o ex, gay, confirma.


* Nomes fictícios

Escrito por Tarso Araujo às 09h33

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Blog do Folhateen O Blog do Folhateen é o espaço de interação da seção publicada no caderno "Ilustrada", às segundas-feiras, e escrito pelos jovens que fazem parte do grupo de apoio.
Twitter RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.